O PROCESSO DE MELHORAMENTO DO NELORE BINO

Avaliações genéticas, genômicas e fenotípicas, são critérios de seleção adotados no melhoramento genético do rebanho Nelore Bino tendo em vista a produção de animais rústicos com o uso de tecnologia para identificar os melhores indivíduos e multiplicá-los com maior eficiência.

Como só conseguimos melhorar aquilo que medimos, a coleta de dados no Nelore Bino é um processo muito valorizado na empresa, que envolve a equipe interna e consultores externos na busca da qualidade almejada.

Tudo começa no estudo de touros para os acasalamentos dirigidos, e segue com avaliações individuais em cada matriz, buscando a evolução e padronização da morfologia dos animais associados ao equilíbrio na régua de DEPs – sem dispensar a atenção especial para as características adaptativas e de interesse econômico.

A utilização das avaliações visuais pela metodologia EPMURAS nos momentos cruciais do processo de seleção permite identificar os animais com melhor adaptação ao sistema de produção praticado, e ao clima do Oeste da Bahia. O EPMURAS funciona como um retrato falado do animal e com estas informações, somadas as avaliações por ultrassonografia, seguimos evoluindo para características de carcaça relacionadas à Estrutura, Precocidade e Musculosidade (EPM), como também para Umbigo, buscando funcionalidade no tamanho da angulação, assim como características Raciais, Aprumos e Sexualidade.

As avaliações genéticas são estimadas a partir de dados coletados em grupos de manejo bem formados, tanto nos machos que participam das provas anuais a pasto promovidas pelo Nelore Bino, oficializadas pela ABCZ e BrasilcomZ, como nas fêmeas que formam seus grupos para o desafio da precocidade.

Com todo esse esforço para entregar um produto que gere lucros, o Nelore BINO tem evoluído bastante em ganho em peso e conseguido manter um porte mediano ideal para produção de carne em ambiente tropical.

A precocidade é outra característica que se destaca a passos largos no Nelore Bino. Seus reprodutores são comercializados com média de idade de 23 meses, já completamente maduros para iniciar a vida reprodutiva; suas novilhotas têm respondido muito bem ao desafio da precocidade sexual sem muito luxo na dieta. É a pecuária de ciclo curto se utilizando de genética eficiente e explorando de forma otimizada os recursos de pastagem e suplementação a fim de aumentar a produtividade e gerar mais lucro – pecuária com pé no chão!

Esse é o compromisso do Nelore BINO com suas certificações da ABCZ, ANCP e BoicomBula: estar munido de muita responsabilidade para poder disseminar touros e matrizes que se traduzam como verdadeiras sementes melhoradoras em prol da pecuária nordestina e brasileira.

“Não se gerencia o que não se mede,
não se mede o que não se define,
não se define o que não se entende,
e não há sucesso no que não se gerencia

(William Edwards Deming)

Texto: William Koury Filho

Como Funciona

Desempenho

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Precocidade

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Rusticidade

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.