18 / 05 / 2022 A importância da ultrassonografia de carcaça

A tecnologia da ultrassonografia de carcaça, é utilizada como ferramenta de seleção para acabamento precoce e rendimento frigorífico.

A classificação de carcaça, é um elemento primordial para quem busca produzir com eficiência. Ou seja, regularidade, viabilidade econômica e alto padrão. Trata-se de um conjunto de métodos para agrupar carcaças com características semelhantes.

Cenário da ultrassonografia no Brasil e na Agro Antonio Balbino

Hoje a ultrassonografia de carcaça é uma das ferramentas mais importantes para agregar valor aos projetos de seleção. Esta tecnologia teve um crescimento significativo nos últimos anos. Desde 2010, Agro Antonio Balbino vem realizando mensurações de carcaça por meio da ultrassonografia, que se mostrou bastante eficiente nos resultados.

Agro Antonio Balbino, anualmente, avalia 100% da safra em idade média de 18 meses (sobre ano). De acordo com Yuri Farjalla, zootecnista e sócio proprietário da AVAL, esta metodologia foi implementada no Brasil em 2003, pela Aval Serviços Tecnológicos em parceria com a ANCP e rebanhos. Mais tarde, foi incorporada pelos demais Programas de Melhoramento Genético. Hoje trata-se de uma ferramenta amplamente utilizada como critério de seleção nos principais ‘players’ de genética do Brasil, incluindo, claro, Antonio Balbino.

O foco da Agro Antonio Balbino, é a seleção de animais com máximo desempenho de produção a pasto no cenário do Brasil central. “Hoje observo a Agro Antonio Balbino, como uma das fazendas modelo, ela foi pioneira na utilização da ultrassonografia para avaliação de carcaça em nosso país. A fazenda utiliza a ultrassonografia não apenas para fornecer dados para os programas de melhoramento genético e também para ranqueamento do projeto de seleção da fazenda e apartação das fêmeas ofertadas nos leilões”, conta Alberto Arnaldi, técnico certificado da AVAL.

A avaliação de carcaça no Brasil é muito utilizada como ferramenta de melhoramento genético pelo produtor, na outra ponta da cadeia de produção os frigoríficos utilizam estas informações para fazerem a correlação com os dados de abate. Não podemos confundir a área de olho de lombo (AOL), com rendimento de carcaça. A AOL tem alta correlação com o rendimento após a desossa. Além dos ganhos com musculatura temos também o acabamento e marmoreio dos animais.

Marmoreio na carne e o seu valor econômico

Marmoreio é um dos fatores determinantes para a classificação de uma carne de alta qualidade, o marmoreio trata-se de uma gordura intramuscular visível e saudável que se acumula dentro do músculo e entre os feixes de fibras musculares.

Marmoreio é bastante utilizado em alguns nichos de mercado, ele é dependente do ambiente para se expressar, basicamente dependente da nutrição. Para esta avaliação a AVAL, trabalha somente com animais semi-confinados e confinados. Mínimo de 5 a 6 mm de gordura para realização das avaliações de marmoreio.

A AVAL trabalha com uma tecnologia americana, com certificação a cada 2 anos para todos os processos que envolvem a avaliação de carcaça garantindo segurança e acurácia para a tecnologia.

A importância da ultrassonografia de carcaça

O acabamento de carcaça é extremamente importante, por estar ligado com a produção de carne para os frigoríficos, mas pensando em melhoramento genético ele tem alta correlação com precocidade, pois, o animal deposita gordura mais rápido, seja a pasto ou confinado. Portanto, independente do regime alimentar este animal pode emprenhar, e ter o primeiro parto mais cedo.

Não podemos avaliar apenas uma medida como base em um programa de melhoramento genético, a ultrassonografia de carcaça deve ser utilizada como mais uma ferramenta, com as demais características avaliadas nos programas de avaliação genética e também o fenótipo. Assim é como identificamos um animal superior e elite na fazenda.

Os confinamentos utilizam da ultrassonografia de carcaça como informação adicional para alguns mercados, nos quais os frigoríficos têm uma linha específica de produção, por exemplo, o mercado “Prime” de carne.

“Através da ultrassonografia, é possível avaliar de forma direta, sem subjetividade a musculosidade do animal. Quantifica-se a real diferença de indivíduo para outro em grupo de contemporâneos, contribuindo para acuradas predições genéticas para rendimento frigorífico”, explica Farjalla.



Clique aqui e baixe gratuitamente o nosso e-book, nele você encontrará mais informações sobre a importância da ultrassonografia de carcaça